Utilizamos cookies para análise e monitoramento de informações para melhorar o site e sua experiência, assim como cookies de publicidade para mostrar anúncios direcionados. Você pode alterar essa escolha a qualquer momento. Leia mais.

Blog

Entendendo a Latência CAS

Por Leandro Peres Gonçalves em 15 de março de 2017 às 10:41

A Latência CAS (Column Access Strobe) ou CL, do inglês CAS latency, indica a quantidade de pulsos de clock que o módulo de memória leva para iniciar as transferências de dados. Além disso, a latência é medida por quatro números separados por hífen e que, quanto menores eles forem, mais eficiente será a memória. A CAS é identificada pelo primeiro número da sequência (ou o número que vem depois do CL) e significa a quantidade de ciclos que o sistema terá que esperar para obter um resultado.

Como exemplo, temos essa memória: Kingston HyperX Fury Black Series 8GB (1x8GB) DDR4-2400.
O CAS dela é 15 – dessa forma, sabemos que essa memória demora 15 pulsos de clock para iniciar as transferências de dados.

Uma dúvida pertinente é: quanto demora cada pulso de clock?
A resposta é que vai depender da frequência da memória. Enquanto memórias DDR3, que possuem clock máximo de 3000MHz, levam 0,667 nanossegundos para realizar um ciclo, as memórias DDR3 com clock máximo de 2133MHz demoram 0,938 nanossegundos. Ou seja, quanto maior a frequência máxima do módulo, menos tempo ele demorará em realizar os ciclos.

Assim sendo, mesmo que as memórias DDR2 possuam timings menores do que as DDR3, elas ainda são mais lentas, graças ao seu tempo de ciclo duas ou três vezes maior – os modelos mais rápidos de memórias DDR2 levam em torno de 1.9ns para realizar um único ciclo.

Para calcular a latência verdadeira de uma memória, multiplique o tempo de ciclo do clock pelo número total de ciclos de clock.

Fórmula:

latência verdadeira = Tempo de ciclo do clock (ns) x Número de ciclos do clock (CL)

Estes números geralmente vem no manual do fabricante da memória. Veja como são esses cálculos.

Conforme observado na imagem, é multiplicado a duração do ciclo do clock (Clock Cycle Time) com o Cas Latency (CL), dessa forma, é obtida a latência verdadeira da memória.
Exemplo:

Clock Cycle Time (ns) = 8.00; Cas Latency (CL): 3 – 8 * 3 = 24ns; onde 24ns é a verdadeira latência da memória em nanossegundos.

Referências

Adrenaline
Crucial

Fique atualizado

Não perca nossas atualizações e novidades!