Utilizamos cookies para análise e monitoramento de informações para melhorar o site e sua experiência, assim como cookies de publicidade para mostrar anúncios direcionados. Você pode alterar essa escolha a qualquer momento. Leia mais.

Blog

Consertar placa mãe: vale a pena mesmo?

Por Daiane em 1 de abril de 2021 às 09:10

Será que consertar a placa mãe vale a pena mesmo? É com ela que se tem algumas limitações, como quais são as atualizações possíveis de serem instaladas. A questão é que elas possuem a reputação de serem complexas demais para arrumar e que, exatamente por isso, não compensa. O preço é outro ponto que vale destacar porque os técnicos que realizam esse serviço podem cobrar valores acima de R$ 500, o que, com mais um pouco, é possível comprar uma melhor.

Ela pode parar de funcionar devido a vários fatores diferentes como: superaquecimento, quedas, curtos, fumaça, cooler ineficiente, sujeira no hardware, desgastes e muitos outros. Além disso, consertar a placa mãe é complexo já que ela possui pequenas pecinhas diferentes e que nem sempre o profissional consegue descobrir em qual delas está o problema.

Há muitas formas de saber se ela está com problema, a principal é comprar um testador de placa mãe. Até um alto falante do PC pode ser eficiente neste caso já que se ela der erro, o código é transmitido através de um pequeno barulho.

Consertar placa mãe: vale a pena mesmo?

Consertar placa mãe vale a pena?

Como já citado, consertar placa mãe pode – ou não – valer a pena. Por exemplo, imagine que possui uma Asus Prime TRX40-Pro S, AMD TRX40, ATX, DDR4, elas custam por volta de R$ 4050 atualmente no mercado. Claro que não vale a pena deixar de pagar R$ 500 para arrumar em vez de usar esse dinheiro e comprar uma de entrada – a não ser que tenha condições de comprar uma do mesmo valor. Dessa forma, se comprar uma barata no mesmo valor do conserto ela pode nem funcionar já que as outras peças podem não ser compatíveis.

Agora, imagine que possui um PC gamer de entrada com uma 1151-8th Asrock – H310CM-HG4. Ela custa em média R$ 450 na Amazon. Não compensa pagar R$ 500 para arrumar e continuar com a usada – que pode apresentar problemas futuramente – sendo que basta apenas usar o dinheiro do conserto para comprar uma nova.

Como está vendo, são inúmeros fatores cruciais que devem ser levados em consideração, inclusive qual a marca e o preço que pagou em sua peça. Se for para consertar placa mãe mais robusta e cara, vale a pena já que não é assim tão fácil desembolsar R$ 4000, por exemplo.

Consertar placa mãe: vale a pena mesmo?

Consertar placa mãe: Cada caso é um caso

Leve em consideração também a opinião do técnico. Se possuir uma placa mais cara mas ela ser antiga, pode apresentar problemas e, após serem corrigidos, piorarem. É por isso a importância de ouvir o técnico e a opinião dele é que cada caso é um caso único e singular.

O mesmo vale para a placa de vídeo. Sobre elas, dificilmente irá valer a pena. Quando ela esquenta, o chip de algum dos componentes soldados, começa a soltar. Isso ocorre com todas as partes e, com o tempo, poderão se encostar enquanto descolam e causar um curto. Dessa forma, mesmo que corrija algumas partes, as outras já podem estar com leves problemas que irão aparecer somente no futuro. É por isso que o conserto é tão caro e não vale a pena.

Quem nunca ouviu que alguém arrumou determinado eletrônico e ele voltou pior do que estava? Isso é muito comum. Entretanto, o MEUPC.NET recomenda que você visite mais de um profissional para receber um feedback. Ouça a opinião de 4 ou 6 deles e faça uma média de análises. Pode acontecer de um dizer que vale a pena enquanto todos os outros dizem que não

Como ela possui várias partes diferentes entre si, o preço do conserto vai depender de onde está e a gravidade do mesmo. Dificilmente o valor para arrumar um FDD Header é o mesmo que para um Chipset. Antes mesmo de ter um valor hipotético, deve-se entender o porquê ocorreu e, se for corrigir, perguntar ao especialista como se prevenir para que isso não ocorra mais.

Consertar placa mãe: vale a pena mesmo?

A importância de manter a peça sempre limpa

Existem inúmeras formas de manter a placa mãe limpa, mas usar um pincel fino e macio é a melhor delas. Para isso, passe sempre de forma leve para tirar as camadas por cima. É recomendado que aumente a frequência caso sempre tenha pó e não deixe acumular.

A sujeira acumulada no hardware é um problema muito grave já que ela impede o calor de circular e cria uma barreira quente que pode fazer com que algumas pecinhas queimem ou descolam (como é o caso da placa de vídeo que falamos anteriormente). Não use panos molhados porque não é recomendado já que terá peças metálicas.

Essa é uma das principais causas dos estragos e em segundo lugar vem os desgastes com o tempo: provavelmente uma placa mais barata e simples terá um desgaste muito maior que uma com o valor de 400% mais caro.

Caso tenha a fonte inapropriada também pode ser uma causa. A fonte deve ser um dos itens mais bem investidos do computador e neste momento, lembre-se: o barato pode sair caro. É esse item que libera energia para todos os outros e, quando ocorrem curtos por não estar funcionando ou não ser boa o suficiente, pode queimar o seu maquinário.

Outro ponto é investir de forma massiva em coolers e ventilação. Não adianta sempre limpar o PC da forma adequada e usar um pincel se não possui coolers para que o ar circule. Eles são extremamente importantes, principalmente para aqueles que praticam o overclock, ou seja, fazem a máquina funcionar mais que o devido e causam super estresse. Geralmente é usado nos jogos.

Conheça o MEUPC.NET

E então, tem mais alguma dúvida sobre o assunto? Comente com a gente em nosso DISCORD! Não esqueça de ler mais artigos sobre review e tecnologia ao conhecer o nosso blog, clique aqui!

Fique atualizado

Não perca nossas atualizações e novidades!